Dicas

23/11/2017

DICAS
Manual Colorido Ilustrado NIva
manual ilistrado colorido lada niva


Leia mais

 

MANUAL DE MECANICA E MANUTENÇÃO DO LADA

 

GIRIAS DO PX
Gíria------------------------------- Significado
Agua de Eloquencia--------------- Cachasa

Atras do toco---------------------- So Ouvindo

Asa Dura-------------------------- Aviao

Anzol------------------------------ Policia rodoviaria

Anel------------------------------- Primo

Ana Maria------------------------- (AM)

Acoplamento--------------------- Reuniao

Bigodeira------------------------- Interferencia

Baixa frequencia----------------- Telefonema

Barra Movel----------------------- Veiculo

Barra Nautica--------------------- Barco

Banheira-------------------------- Mar

Batente--------------------------- Trabalho

Bicorar---------------------------- Pedir pra falar

Break----------------------------- Pedir pra falar

Botina---------------------------- Amplificador de (RF)

Botina Branca-------------------- Medico

Botina Preta--------------------- Militar

Bailarina------------------------- Caneta

Balaio--------------------------- Bagunça

Bruxa---------------------------- Ventania

Bobo----------------------------- Relogio

Bigode-a-metro----------------- Pessoalmente

Copiar--------------------------- Escutar

Capacete------------------------ Sogro

Cha de urubu------------------- cafe

Cha de Piriquito---------------- Chimarrao, Mate

Canaleta------------------------ Canal

Chapeu de Scack--------------- Telhado

Casa de Beijo------------------- Motel

Curto-circuito-------------------- Briga

Cristalografia-------------------- Familia

Cristal------------------------------- Esposa

Cristalina --------------------------Filha

Cristaloide-------------------------- Filho

Carvao------------------------------ Esposo

Comer Barbante------------------- Esperar

Chuva Artificial--------------------- Banho

Centelha--------------------------- Neto

CaixinhaPreta--------------------- Radio Transmissor

Coruja----------------------------- Escuta

Carga Pesada-------------------- Caminhao

Carga Pesada Bonequinha-------- Onibus

Chucrutar--------------------------- Aumentar os canais

Dois metros------------------------ Dormir

Espiras------------------------------ Dinheiro

Esparadrapo------------------------ Irmao

Feijao Queimado------------------- Amante

Fio Maravilha---------------------- (FM)

Feiticeiro--------------------------- Tecnico de radio

Fundo de poco-------------------- Sinal Baixo, fraco

Gordurames----------------------- Comida

Grega------------------------------ Viagem

Lilico-------------------------------- Amplificador Linear

Loura Suada----------------------- Cerveja

Levanta a Saia Baiana------------ (LSB)

Lambari---------------------------- Estacao Fraca

Linha de 500---------------------- Telefonema

Munheca de Pau------------------ Operador Novato

Modular--------------------------- Falar

Macaco Preto--------------------- Telefone

Musiqueiro------------------------ Radio

Mosca Branca--------------------- Zona de Silencio

Orelha---------------------------- Visinho

Pe-de-pato----------------------- Navio

Pitimbado------------------------ Doente, quebrado

Portadora--------------------- Transmicao sem fala

Papai Noel----------------------- DENTEL

Pirambeira----------------------- Sai, desaparacerer

Pipoca------------------------------- Afilhado

Pica_Pau---------------------------- Manipulador/Telegrafia

PX-Maior-------------------------------- DEUS

Q T O-------------------------------- Sanitario

Perneta---------------------------------- Colega

Roger---------------------------------cambio,RR

Reco-reco nas costelas------------------------- Abraço

Shach----------------------------------------local da estação

Santiago----------------------------------Sinal

Turmalina--------------------------- Namorada

Tapete Branco------------------------------- Papel

Tapete Preto----------------------------- Asfalto

Tubarao------------------------------------ Estacao Forte

Terezinha Vasconselos--------------------- TV

Urubu sai de baixo---------------------- (USB)

Vertical----------------------------------- Conversa pessoal









Leia mais

 

DICAS DE NAVEGAÇÃO
1. Introdução
NAVEGAÇÃO é a atividade de uma EQUIPE (piloto e navegador) que mantém o veículo em uma velocidade média igual a fornecida na planilha da prova e dentro do roteiro nela indicado.
2. Equipamentos necessários
Calculadora programável ou integrada (COMPASS, HP, TOTEM, etc.); prancheta para fixação da planilha, canetas esferográficas (deve-se amarrá-las no painel); relógio e/ou cronômetro (de preferência os dois); velocímetro com odômetros total e parcial (digital ); botas de cano alto, bem folgadas; par de luvas de raspa, vestuário adequado como calça jeans, blusa impermeável, boné, capacete e guarda-chuva (dê preferência a roupas pretas - reflexo no vidro); lanterna para raids noturnos (e para abrir porteiras); luzes para iluminação da planilha e das calculadoras (ver posição), regulamento geral de provas (ler o regulamento particular de provas com atenção e providenciar com antecedência os itens ali exigidos); instalar o suporte da planilha na parte central do painel para que o piloto também possa acompanhá-la e fixar no jeep, em local visível, a tabela de velocidades.
3. Preparativos
Três dias antes do Raid providenciar os equipamentos necessários listados acima.
Uma peça fundamental na navegação é o cabo do velocímetro/odômetro. Portanto, deve-se fazer uma lubrificação e análise visual de seu estado, trocando-o se necessário. Além disso, é bom ter um cabo de reserva já posicionado próximo a caixa de câmbio, para uma eventual troca durante o Raid. Se o equipamento de navegação for integrado é bom testá-lo, andando com o veículo, para detectar interferências elétricas ou magnéticas.
Os cabos das velas e da bobina devem ser resistivos, além do distribuidor precisar ser isolado com uma câmara de borracha.
No dia do Raid, acertar o relógio.
4. Competição
Ao receber a planilha, verificar a quantidade de páginas e se não há alguma falha de impressão, providenciando a troca no ato. Em seguida, passa-se ao cálculo da planilha.
Primeiro se numera os trechos, que podem ser de deslocamento, neutralizados e de velocidade. Este é um item importantíssimo, pois qualquer erro pode comprometer toda a prova.
Após, se o equipamento for integrado, coloca-se os dados no mesmo (número do trecho, velocidade, distâncias inicial e final). Mas, se o equipamento não for integrado, deve-se calcular o tempo de chegada no final de cada trecho (em HHMMSS), anotando-se na planilha. Caso haja tempo, faça também os cálculos para cada tulipa.
Durante o Raid, é essencial a concentração, para não ocorrerem erros de roteiro. De preferência, a cada tulipa deve-se anotar as diferenças de tempo (atrasado ou adiantado) em relação ao "ideal". Isso será de grande utilidade no caso de alguma reclamação no final do Raid, além de permitir uma avaliação aproximada do número de pontos perdidos.
Lembretes:
Se o P.C. não for oculto, deve-se guardar os boletos de passagem recebidos em um só local, para evitar extravios.
Ao chegar no P.C., deve-se "cantar" o tempo para ele, conferir se foi anotado corretamente e reclamar no ato se houver erro.
Erros de roteiro acontecem por distração, se ocorrerem, retorne a última referência correta e procure se localizar. Quando estamos recuperando tempo, numa velocidade maior que a ideal, os erros são mais freqüentes, portanto, fique ligado.
- utilize a tabela de velocidades e uma calculadora com quatro operações. Exemplo : 3 km/h = 50 m/min 6 km/h = 100 m/min
Finalmente, por mais inexperiente que você seja, confie no seu "taco" e no do piloto, evitando seguir outros jeeps.
4a. Cálculo de tempos
Na planilha, a velocidade é dada em km/h, e a distância em km.
Portanto, da fórmula de velocidade temos:
v = d/t, t = d/v sendo o tempo obtido em horas.
Exemplo : v = 27 km/h, d = 3,95 km, então, t = 3,95/27, t = 0,1463horas
Note que o resultado obtido é em horas, no formato decimal, mas precisamos transformar para o formato hhmmss. Para isso, multiplicamos o tempo por 60, obtendo o tempo em minutos:
t = 0,1463, h x 60 = 8,7778min
Para obter o tempo em segundos diminuimos a parte inteira e multiplicamos o resultado por 60:
t = 8,7778min - 8min = 0,778min x 60 = 46,6667s
Agora, já temos o tempo do trecho em hhmmss :
00h 08min 47s
O tempo de 46,6667 foi arredondado para 47s pela regra dos algarismos significativos (até 0,4999999 para baixo, acima de 0,50000 para cima).
A cada trecho, faremos os mesmos cálculos, para obtermos o tempo acumulado de prova.
4b. Final do Raid
No final do Raid, ao receber o boleto de passagem, confira os tempos de passagem, anotando eventuais diferenças.
Após receber a localização dos P.C.'s, fazer os cálculos dos tempos ideais de passagem, verificando a sua consistência.
Se, porventura, houver alguma divergência nos tempode de passagem e/ou tempos ideais de passagem, é preciso fazer a devida reclamação.
Requisitos essenciais para uma boa navegação:
PREPARO TÉCNICO
CONCENTRAÇÃO
AFINIDADE DA EQUIPE (PILOTO + NAVEGADOR)
E, contrariando um pouco o famoso Barão de Coubertain, COMPETIR É MUITO IMPORTANTE, porém GANHAR é MUITO MELHOR.
Fonte: Jeep Club Francisco Beltrão


Leia mais

 

 

 

TROC

 

 

DICAS OFF ROAD NA NEVE
a NEVE Outra situação que envolve grandes problemas é a neve.
Aqui, como na lama e na areia, há que ter o maior cuidado em não ser brusco com o carro, no volante, no acelerador e no travão. Particularmente difíceis são as subidas a descidas íngremes. Como acontece em outras situações há que avaliar bem a situação. Se já passaram vários carros, não houver muitas pedras a não houver um caminho ao lado para tentar o corta mato ainda virgem, o melhor é tentar embalar de baixo o mais possível. Mas a manobra é arriscada se a subida for muito longa. Se o carro começar a resvalar poderá mesmo ter consequências graves se deixar que ele comece a obliquar a frente (se for a subir) ou a traseira (se for a descer) em relação á inclinação. Poderemos acabar numa serie de cambalhotas que podem ser mais ou menos longas conforme o local onde nos encontramos.
Não deixe de tentar encontrar um itinerário alternativo.
Ás vezes ele existe mesmo ao lado do obstáculo difícil. O problema mais grave da neve é nunca sabermos qual a sua altura ou espessura e a sua consistência. E, se é verdade que por vezes ela está dura como o gelo solido, também pode ter a consistência da lama ou intermédia, que será talvez a pior. Nestes casos o carro vai enterrar-se pouco a pouco ficando depois assente pelos eixos ou chassis, com as rodas no ar, tornando a passagem muito difícil.
Se a extensão é grande o melhor é encontrar outra passagem. Se for uma pequena extensão deve primeiro abrir pouco a pouco os sulcos sem nunca forçar o carro e ir retirando a neve entre as regueiras, tentando assim
7
Técnicas e Dicas - Clube Todo Terreno
reduzir a distância limite para perder a aderência das rodas. Um outro pormenor a ter em conta quando se conduz em lama ou neve, são os pneus, a sua largura, e sua pressão.
Em termos genéricos poderemos dizer que um pneu ideal para a neve ou lama deverá ser relativamente estreito (para que a pressão ou carga por cm2 seja maior e haja assim mais tracção) e com sulcos profundos. Por outro lado, quanto mais largo for o pneu, pior a aderência pois a superfície de contacto é larga e a carga por cm2 menor.
A neve, tal como a lama, pode ser mais ou menos profunda, ter uma camada mole e depois já estar dura, mas vai ceder á passagem de um carro pesado. Por isso, o melhor para a neve é usar correntes ou pregos nos pneus, ou ... não tentar.
Alias, a neve é bem rara em Portugal mas mesmo assim pode aparecer. Outras situações de grande perigo podem aparecer ao condutor numa estrada de terra com uma camada de gelo. A aderência é mínima e há que ter o maior cuidado ao acelerar ou mexer o volante. A lama (ou neve) preencheu os sulcos dos pneus tornando-os lisos, O carro quase que pode ser movimentado á mão, de empurrão, por isso qualquer aceleradela brusca ou golpe de volante poderá custar uma saída de estrada.
Estas situações, embora não muito normais em Portugal, existem particularmente no Norte e interior, no Inverno

Leia mais

 

DICAS OFF ROAD DESCIDAS FORTES
Em descidas fortes
Use sempre a primeira marcha reduzida. Deixe o veículo descer sem acelerar. Não trave, pois poderá perder aderência e capotar. O travão-motor é mais eficiente nestes casos. Se sentir que o veículo está perdendo aderência, acelere levemente.


Leia mais

 

DICAS OFF ROADD EM SUBIDAS FORTES
Em subidas fortes
Não acelere forte. Suba com calma, acelerando levemente para o veículo não patinar. Se puder entrar embalado com 2ª ou 3ª reduzida, melhor. Não use 1ª reduzida pois assim perderá o embalo e forçará muito o motor

Leia mais

 

DICAS OFF ROAD NO BURACO
Em buracos
Evite forçar o jipe. Procure sempre a melhor passagem quando deparar com buracos e erosões. Não ande por dentro de rastros fundos, pois o diferencial poderá ficar preso. Aproveite os pequenos barrancos que se formam nas laterais da trilha para nivelar o jipe.

Leia mais

 

DICAS OFF ROAD NA AGUA
AGUA quando se tem que enfrentar a agua é importante que as partes elétricas estejam bem protegidas.
Lembre-se:
antes de atravessar riachos é importante inspeccionar o percurso;
um rio com corrente forte é sinal de água não lamacenta; corrente fraca pode implicar limo macio e profundo;
verificar a profundidade da água e a presença de limo com uma pá ou qualquer coisa semelhante;
certificar-se se não existem buracos ou rochas grandes que possam ser obstáculos para a travessia;
observar atentamente a margem de entrada e de saída do rio.
Em alguns casos é interessante afrouxar a correia da hélice, evitando que a mesma trabalhe forçada pela água, o que pode danificá-la. Para se atravessar trechos alagados ou riachos deve-se sempre utilizar velocidade baixa e segunda marcha. Se no momento da travessia criar-se uma onda em frente ao veículo, isto significa que a água diante deste é mais profunda. É importante ressaltar que neste momento cria-se um vão entre a onda e o veículo que serve como passagem para este, evitando que a água atinja frontalmente o motor. Aumentando a velocidade, a onda frontal se quebrará sobre o capo, anulando este efeito.
Logo após ter saído da água, deve-se sempre manter, por um pequeno período, o pedal do travão levemente pressionado com a finalidade de restaurar a eficiência dos mesmos
verificar que o radiador esteja livre de lama e folhas e, obviamente, assegurar-se de que os pneus não foram danificados no momento da travessia.

Leia mais

 

DICAS OFF ROAD NA AREIA
Areia Em situações com areia não compactada utilize uma relação 4x4 alta, o que lhe permitirá manter uma velocidade constante; porém, caso o veículo atole, utilize uma relação mais baixa. A areia não compactada e macia reduz muito a tracção prejudicando a performance do veículo. Tenha em mente que velocidade contínua é sempre a melhor saída para este tipo de dificuldade.


Leia mais

 

DICAS OFF ROAD NA ROCHA
Rocha A habilidade na condução do veículo em terreno rochoso está em manter-se no nível mais alto possível da região que se esta atravessando. A força de torção é mais importante que a potência quando se percorre uma inclinação rochosa. Por isso, manter-se em primeira ou segunda marcha com uma relação baixa é a melhor coisa. Sempre utilizar mudança alta para evitar que os pneus patinem.


Leia mais

 

DICAS OFF ROAD NA LAMA
DICAS OF ROAD
Lama Ao se aproximar de um terreno inconsistente e enlameado deve-se aumentar a velocidade em redutoras (segunda ou terceira) e evitar acelerações exageradas que possam causar a patinagem do veículo. Conduzir muito rápido em tais condições pode gerar derrapagens e perda de controle. Porém, conduzindo muito devagar, você não estará utilizando o torque ideal do motor, prejudicando a tracção e consequentemente perdendo velocidade.
Em plena lama, as condições mais difíceis estão onde o terreno forma sulcos e buracos profundos. Nestas situações é aconselhável acelerar com pequenos solavancos evitando assim a falta de tracção no barro que reduz a velocidade e provavelmente fará seu veículo atolar. Conduzir nos sulcos variando as acelerações e movendo o volante de um lado para o outro possibilitará que os pneus tenham uma maior tracção evitando patinagens. Nunca tente sair para fora dos sulcos, deixando o volante solto. Sempre que possível verifique se os guarda-lamas não estão cobertos por lama, pois isto não permitirá que o pneu elimine a lama de sua banda de rodagem.

Leia mais

 

 

 

 

 

 

Razão Social: Sarancar Centro Automotivo Ltda - EPP
Fantasia: Sarancar 4x4
CNPJ: 13.711.920/0001-60 | INSC.: 336.586.053.114


Viela Ipú n° 21 – Pq. São Luís - Guarulhos/SP - CEP 07170-381


2015 SARAN`CAR 4X4 - Todos os direitos Reservados
sarancar@sarancar.com.br

HML | CSS